Agenda Tropa Sênior

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Acessem

Pessoal o JOTI já está no ar e nossa base aguarda vcs. Vamos precisar da ajuda e empenho de todos se quisermos ser o número Um do DF e até mesmo do Brasil. Pra isso acessem:
Reativem a sua assinatura quem participou ano passado, ou façam a inscrição quem ainda não a fez.

Nossa base se chama - Rondon nas Ondas

Lá vcs irão encontrar algumas tarefas de material que deve ser levado e guardado. Será que alguém consegue desvendar os Enigmas abaixo:



Segundo Enigma:

Terceiro Enigma:
Quarto Enigma:
Quinto Enigma:
Sexto Enigma:
Sétimo Enigma:

Até aqui temos quase uma peça para cada integrante da Tropa Sênior. Ou será que a Tropa Escoteira ou os Lobinhos conseguem desvendar os enigmas antes?
Não sabemos quantos desses materiais vamos precisar, portanto os que resolverem os enigmas ficam também incubidos de levar para a sede do GEMR no dia 16.
Além desses materiais, vamos precisar de Multifuncionais, Computadores, Laptops, Desktops, Notebooks, Netbooks, iPad´s. Principalmente extensão com tomada para o terceiro fio, adaptadores para os equipamentos que já estiverem dentro do novo padrão de tomada brasileira. Vamos precisar de mídias digitais também, CD´s e DVD`s virgens. A maior quantidade de máquinas fotográficas, filmadoras digitais. Aliado a tudo isso a incrível imaginação de vcs e a vontade de vencermos mais esse desafio.

Os que forem dormir na sede do grupo vão precisar da autorização dos pais, mais tarde eu mando pela lista da Tropa.
Vcs podem também convidar outras pessoas para participar, como vai ser uma atividade em sede, vamos passar o dia e a noite inteira fazendo tarefas, vamos precisar de uma quantidade boa de integrantes. Convidem seus amigos, primos, familiares para vir com a gente participar da maior integração de Escoteiros conectados pela rede mundial de computadores
Pois bem pessoal, vamos participar e melhorar nossa marca do ano passado. C0nto com a ajuda de cada um. Principalmente aqueles que tiverem habilidades de hackear sistemas. Vamos colocar nossos conhecimentos em informática a prova.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Mutirão de Ação Comunitária


Prezados no próximo sábado teremos nosso MUTCOM.

O tema desse ano é Limpo de corpo, alma e drogas.

As atividades estão voltadas para esse tema. E a comunidade que iremos trabalhar são os jovens amigos de vcs de fora do movimento. Esse é um dos motivos aos quais vcs ficaram com a tarefa de levar um amigo junto ao Parque da cidade.

Alguns detalhes, precisamos de um voluntário de cada patrulha para ajudar na montagem do grande jogo. Estaremos na sede do Grupo Escoteiro José de Anchieta a partir das 9h da manhã.
Após a montagem o almoço será no Pátio Brasil Shopping onde a maioria já sabe.
A atividade é em conjunto com o 11º e o 6º

Os demais e os convidados devem estar presentes para a Bandeira as 14h45min. Monitores levar os bastões de patrulha. Escotistas estão levando a Bandeira da Tropa.

Cada amigo que a patrulha levar, será concedida uma vantagem no grande jogo.
Após a Bandeira, teremos um jogo de integração, e um Quiz.
A quantidade de respostas certas do Quiz dará ao monitor mais uma vantagem no grande jogo. Lembrando que é somado a pontuação da patrulha e de cada convidado.

Bom teremos alguns bate papos sobre os temas. Onde vcs poderão sanar as dúvidas e também trocar idéias com os outros.

Atenciosamente
Escotistas do Ramo Sênior
Bruna
Jean Pierre
Marcelo

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

6 DICAS PARA PASSAR SUA MENSAGEM COM EFETIVIDADE



Para uma apresentação bem-sucedida, lembre-se sempre:


Releia os slides - Passe, repasse e repita. Examine os títulos, os alinhamentos, as ilustrações. Não há nada torto ou deslocado? Algum texto ilegível? Talvez sobreposto? A ordem está correta? Todo slide tem um título enfatizando a sua idéia central? Após corrigir… releia mais uma vez!


Ensaie - Pratique sua apresentação, sozinho a princípio, e depois para um pequeno grupo, se você puder. Peça para alguém se posicionar bem longe e avaliar se consegue ler seus slides. Use um relógio e cronometre quanto tempo você passa em cada slide - e tente deslocar o ponto de equilíbrio, de modo a reservar mais tempo para os slides mais importantes no contexto da sua apresentação. Quando terminar de ensair, ensaie de novo!


Use bem seu apontador - Se for um bom apontador laser, não o use como uma âncora fixando você ao chão: você precisa usar bem o seu espaço, movimente-se e gesticule. Quando for apontar, realmente aponte, e não fique circulando ao redor de uma grande área do slide - só você acha que o círculo é pequeno e que o ponto que você deseja enfatizar é óbvio. Se puder, invista em um bom apontador.


Cuidado com o notebook - Teste tudo antes, inclusive a conexão com o projetor e com o sistema de som, se for o caso. Desative o screensaver e qualquer programa que possa interromper sua apresentação ou sobrepor alguma informação a ela. E não fale olhando para a tela do notebook - se você precisa olhar para sua apresentação, olhe para ela na tela onde está sendo projetada. Lembre-se que o público tende a tentar olhar para onde você estiver olhando. E lembre-se de nunca depender do Powerpoint! (nem do OpenOffice, nem do computador em si)

Apresente-se na abertura - Mesmo que o mestre de cerimônias já tenha dito quem você é, apresente-se mais uma vez, de forma simpática e cuidando especialmente da sua pronúncia ao dizer seu nome. Pratique antes, se para você não for natural dizer algo como “Boa tarde, meu nome é Augusto e vamos passar 30 minutos interessantes examinando as razões pelas quais os projetos têm sucesso - sintam-se à vontade para interromper sempre que quiserem perguntar algo”.


Atenção aos slides iniciais - É nos slides iniciais que você conquista ou joga fora a atenção da platéia - começar um texto ou apresentação é uma arte em si. Capriche especialmente no visual deles, e se esforce para memorizá-los (bem como os demais fatos relacionados ao tema deles) de forma destacada. Vale a pena.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Trajeto de Orientação

Pessoal, conseguimos para o próximo sábado um curso sobre técnicas de Orientação.





Onde?


Colégio Militar de Brasília - SGAN 902/904 Asa Norte segue um croqui de como chegar no local partindo do GEMR

Quando?
Nesse sábado, das 14h até as 18h.

O que levar?
R$ 20,oo - taxa de inscrição para o curso, com direito ao curso com apostila e um lanche.
Cantil, prancheta, caneta, lápis, borracha, bússola os que tiverem.
Autorização e Ficha Médica assinada pelos pais, será mandando para o e-mail da Tropa os Arquivos, sem isso não participa da atividade.

Meio de transporte?
Cada patrulha ou integrante cuida do seu meio de transporte.

Estaremos fazendo a atividade juntamente com os Sêniors do GEMA - 1ºDF, Ave Branca - 13ºDF , e alguns sêniors do 5ºDF e 24ºDF.

Aguardo a confirmação de vcs.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Tarefas Prévias

1 – ASPECTOS HISTÓRICOS DO LITORAL DO PARANÁ NO INÍCIO DO SÉCULO XVIII
A Patrulha deverá realizar uma ampla pesquisa e indicar os seguintes aspectos do Litoral Paranense no início do século XVIII:
a) Principais fontes de renda da população local na época.
b) Estrutura da administração.
c) Anexar pelo menos 2 fotos da época
d) Indicar o censo populacional da época
e) Indicar em um mapa as principais rotas de acesso.
2 – RELATO SOBRE O NAUFRÁGIO DO “LOUISE”
A Patrulha deverá elaborar um relatório próprio de no mínimo 3672 caracteres sobre o Naufrágio do Louise. Textos copiados ou plagiados não serão considerados, portanto galera nada de “control C” / “control V”
3 – PRAIAS E BAÍAS DO BRASIL
A Patrulha deverá elaborar uma lista das principais praias e baías da costa do (s) estado (s) dos integrantes da patrulha, indicando aspectos relevantes da flora e fauna.
As respostas das 3 “Tarefas Prévias” deverão ser encaminhadas para o e-mail: aesgb2010@gmail.com até ás 24h do dia 09/07 (sexta-feira). IMPRETERIVELMENTE. Sua resposta deve indicar o seguinte:
- Nome da patrulha
- Nome dos integrantes
- Região Escoteira
CADA RESPOSTA CORRETA DARÁ A PATRULHA O DIREITO A 1/6 DO MAPA QUE SERÁ UTILIZADO PARA A ESCOLHA DAS ROTAS DA AVENTURA NO RIO GUARAGUAÇU.
Lembramos que este e-mail é exclusivo para envio das “Tarefas Prévias”. O Comitê Organizador não enviará confirmação de recebimento, e tampouco responderá quaisquer perguntas, dúvidas ou pedidos de esclarecimento.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Alerta pessoal, segue a relação das etapas que compõe a Insígnia de Conservacionista etapa marrom.

1. Tomar parte, de preferência em grupo, em dois projetos, tais como (cumprida):
· Fazer, colocar e manter um local para banho, alimentação ou refúgio de aves ou pássaros.
· Visitar um Jardim Botânico, ou Jardim Zoológico, ou Parque Natural, ou Museu de História Natural e ver um filme sobre animais ou plantas. Relatar todas as observações, ilustrando o relato com desenhos e apresentá-lo à Seção.

2. Fazer com sua equipe uma expedição ao campo, ilha ou praia para(cumprida):
· Encontrar alguns exemplos de como o homem tem danificado a natureza e de como o homem contribui para melhorá-la.

3. Fazer um dos seguintes trabalhos, apresentando relatório à Seção.
· Descobrir um animal, pássaro, planta, peixe ou crustáceo que esteja em extinção ou ameaçado de extinção em nosso país, investigando o que poderia ser feito para salvá-lo.
· Descobrir que espécie de plantas ou animais estão em maior perigo de extinção no mundo, o que se poderia fazer para tentar salvá-las e verificar se você, pessoalmente, poderia tomar alguma providência concreta para isso, procurando chamar a atenção de outros jovens de sua idade e adultos, por meio de palestras, cartazes, reuniões no colégio e na comunidade onde resida.

4. Em conjunto com seu grupo de trabalho, pesquisar sobre um dos seguintes processos naturais, preparando cartazes para exposição sobre o assunto, no Grupo ou no colégio:
· Demonstrar um dos seguintes fenômenos naturais:
· Como a água se eleva através da terra e umedece o solo (ação capilar);
· A existência do oxigênio no ar; ou
· Como as plantas produzem oxigênio.

5. Melhorar o ambiente local de sua residência, trabalho ou estudo, plantando árvores, grama (em áreas nuas ou a descoberto) ou semeando flores e folhagens (em floreiras, sementeiras ou jardins interiores) e promover uma visita da Seção ao ambiente melhorado (cumprida).

Como vcs podem ver cumprimos grande parte das etapas com um acampamento. Lembrando que faltam as etapas 3 e 4 a serem cumpridas por vcs.

Quem tiver o interesse pode fazer a etapa 3 em casa e levar no sábado ao grupo. Eu particularmente sou da opinião que deveriamos pesquisar sobre animais brasileiros.

Ainda, se houver o interesse em fazer a etapa 4 também no grupo por patrulha. É só levarem material de pesquisa, os cartazes podemos fazer com cartolina do GEMR. Desenhos e afins, podem ser criados na hora.

A decisão é de vcs.

Mãos a obra.

terça-feira, 1 de junho de 2010


Está chegando o Acampamento de patrulhas Escoteiras & Sênior.
Seguem mais alguns detalhes:
Não levar qualquer tipo de aparelho eletrônico;
Lembrar do protetor solar;
Para qualquer emergências os pais podem entrar em contato com o telefone do Hotel:
(61) 3363-2688/3633-1234

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A Era de Ouro da Pirataria

O final dos anos 1600 ao início dos anos 1700 foram a era dourada dos piratas e corsários. A maioria dos quais você ouviu falar – como sir Francis Drake e o Barba Negra – usou as Bahamas como seu porto em um momento ou outro.As Bahamas eram a base ideal para os piratas e corsários. As numerosas ilhas e ilhotas, com suas complexas águas rasas e canais, forneciam esconderijos excelentes para os navios saqueadores. E como as Bahamas ficavam próximas das rotas de navegação mais usadas, elas davam aos bucaneiros muitas oportunidades para roubar os navios mercantes.Piratas famososA distinção entre corsários e piratas é um tanto nebulosa, já que costumavam passar de um lado para outro da lei em algum momento de suas carreiras. Na teoria, corsários apenas atacavam navios inimigos a pedido de seu governo e enviavam os espólios de guerra para seu monarca. Os piratas, por outro lado, não discriminavam e atacavam qualquer embarcação que tivesse o azar de cruzar seu caminho.Registros históricos sobre velhacos individuais freqüentemente entram em contradição e na melhor hipótese são imprecisos, com mitos obscurecendo a verdade. Nossas descrições aqui são as mais precisas possíveis.

Barba Negra
Um dos mais notórios piratas de todos os tempos foi Edward Teach, também conhecido como Barba Negra. Um homem incomumente grande, ele aterroriza tanto sua própria tripulação quanto aquelas que atacava. Antes da batalha, Edward Teach trançava cânhamo em sua longa barba preta e o queimava.A visão de sua forma fumegante no convés –exibindo várias espadas, facas e pistolas– era o suficiente para fazer muitos mercadores se renderem antes que qualquer disparo fosse dado. Quando se entregavam sem luta, Barba Negra confiscava seus bens de valor e armas –os deixando partir sem derramamento de sangue. Mas em caso de resistência da tripulação, ele os matava ou os abandonava em uma ilha deserta.Quando Barba Negra viveu em Nassau, outros piratas o nomearam magistrado de sua "República dos Corsários". Ele aplicou seu estilo próprio de lei e justiça até a chegada do governador real Woodes Rogers em 1718. Barba Negra estava no mar quando Rogers erradicou todos os piratas de Nassau, de forma que se mudou para outro local no Caribe e prosseguiu com seus saques. Em 1718, um navio britânico prendeu o do Barba Negra em um banco de areia além da costa da Virgínia. Uma batalha sangrenta se seguiu na qual Barba Negra recebeu “cinco balas de pistola e 20 ferimentos de cutelo antes de morrer. O capitão da Marinha Real então decapitou o Barba Negra e exibiu sua cabeça no cordame do navio. Apesar de sua carreira de pirata ter durado apenas cinco anos, acredita-se que Barba Negra tenha capturado 40 navios e sua lenda vive até hoje.
Calico Jack
John Rackman, chamado de Calico Jack por causa das calças e casaco listrados que vestia, foi mais conhecido por sua associação com duas mulheres piratas, Anne Bonny e Mary Read.As atividades de pirataria de Calico Jack tiveram início quando ele assumiu o controle do navio de Charles Vane. Vane, o capitão pirata do navio Treasure (Tesouro), fracassou em atacar um navio de guerra francês. Enfurecido, Calico Jack armou um protesto que foi apoiado pelos demais tripulantes. Calico Jack então colocou Vane e seus simpatizantes em uma pequena chalupa e deixou que partissem. Assim, o ex-contramestre se tornou o novo capitão.Algum tempo depois, Calico Jack conheceu Anne Bonny na ilha de New Providence. Ele a persuadiu a deixar seu marido e se juntar a ele em seu navio vestida como homem. (Mary Read, disfarçada de homem, já fazia parte da tripulação de Calico Jack.)Anne e Mary estavam ambas a bordo quando um dos caçadores de piratas do governador real Woodes Rogers atacou o navio deles em 1720. Durante a luta, Calico Jack se refugiou no porão juntamente com a tripulação, deixando Anne e Mary à frente para rechaçarem os agressores. Elas perderam a batalha e Calico Jack foi sentenciado e enforcado.

Sir Henry Morgan
Henry Morgan, um corsário galês, ficou famoso por suas proezas contra os espanhóis. Ele liderou sua tripulação em muitas pilhagens bem-sucedidas e lucrativas – incluindo um ataque espetacular contra a Cidade do Panamá em 1670, que lhe valeu o título de cavaleiro.Poucos meses depois, Henry Morgan se estabeleceu em Port Royal, Jamaica, como seu vice-governador e prosseguiu sua vida como rico dono de uma plantação de açúcar.Na ilha bahamense de Andros, o ponto mais alto da ilha se chama Morgan’s Bluff (blefe de Morgan) como um tributo ao famoso corsário. Apesar de altamente improvável, alguns dizem que Henry Morgan certa vez pendurou uma lanterna lá para atrair um navio aos recifes e saqueá-lo após o naufrágio.

Mulheres piratas

Vestidas como homens, Anne Bonny e Mary Read navegaram sob comando do capitão pirata John Rackham. Elas tinham temperamento esquentado e supostamente eram tão ferozes quanto os homens ao lado dos quais lutavam.Os dias de pirataria de Anne Bonny começaram quando ela conheceu Calico Jack Rackham na ilha de New Providence. Ela abandonou o marido, James Bonny, pelo capitão pirata Calico Jack. Disfarçada em roupas de homem, Anne se juntou a Jack em seu navio e logo conquistou a reputação de ser tão cruel e destemida quanto os demais piratas a bordo.Notavelmente, havia outra mulher pirata no mesmo navio. Disfarçada de homem, Mary Read se juntou à tripulação de Calico Jack pouco tempo antes. Desde jovem, Mary Read desejava aventura. Na época em que conheceu Anne Bonny, ela já tinha estado no regimento de um navio de guerra, tinha sido marinheira de um navio de carga e também integrado a tripulação de um navio corsário.Segundo todos os relatos, Anne Bonny e Mary Read eram tão corajosas e audaciosas quanto os homens ao lado dos quais lutavam. Em 1720, o capitão Burnet, um caçador de piratas comissionado pelo governador real Woodes Rogers, atacou o navio delas. A tripulação, que estava bêbada no momento, se amontoou no porão enquanto as duas mulheres enfrentavam os agressores.Elas não tiveram sucesso e todos foram julgados por pirataria e sentenciados à morte. Alegando gravidez, Anne e Mary evitaram o enforcamento imediato, mas Mary acabou morrendo em sua cela devido a uma febre. Anne deu à luz ao seu bebê e, por algum motivo, teve sua sentença adiada. Ela desapareceu e nunca mais se teve notícias dela.

Tesouros
Com suas águas rasas e mais de 700 ilhas, as Bahamas se tornaram um grande lugar para esconder tesouros –e piratas rapidamente passaram a se gabar de todas as riquezas que enterraram. Além disso, muitos navios repletos de ouro e prata afundaram nas costas das ilhas. Tais histórias de tesouros adicionam uma mística às ilhas das Bahamas, cujo verdadeiro tesouro são suas belas praias e povo hospitaleiro. Navios mercantes lentos –especialmente galeões espanhóis pesados com as riquezas saqueadas da América do Sul e Central– eram presas fáceis para os piratas. Após removerem a carga roubada, eles a escondiam nas numerosas cavernas de calcário que pontilham as ilhas das Bahamas ou a enterravam em algum lugar. Rumores de tesouros ainda escondidos nas Bahamas persistem até hoje. O pirata britânico William Catt, por exemplo, supostamente teria escondido sua pilhagem na ilha que leva seu nome, Cat Island. E sir Henry Morgan, um corsário rico que preferia a ilha de Andros, teria enterrado tesouros por todas as Bahamas.

Santuário
A cidade de Nassau com seu porto protegido, para qualquer tempo, era um santuário perfeito para piratas e corsários. Originalmente estabelecida como porto comercial por volta de 1670, ela logo foi tomada por marinheiros sem lei. Com o passar dos anos Nassau se tornou uma notória fortaleza para piratas, corsários e wreckers (destruidores)– pessoas que usavam falsos "faróis" para atrair navios até os recifes e então confiscar sua carga. Por quase 40 anos, piratas como Barba Negra, Henry Morgan e Calico Jack Rackman saquearam tantos galões espanhóis que, em retaliação, tropas espanholas destruíram a cidade em 1695. Dois anos depois, colonos reconstruíram Nassau com a meta de torná-la a capital dos corsários. Mas as marinhas francesa e espanhola uniram forças e arrasaram a cidade pela segunda vez em 1703, porque os corsários britânicos continuavam saqueando os navios mercantes de seus países. Saquear os navios de carga lotados enquanto passavam pelas rotas próximas era um negócio lucrativo, de forma que não demorou para os piratas novamente se restabelecerem em Nassau. Como as queixas de pirataria persistiam em 1718 o Rei da Inglaterra nomeou Woodes Rogers como governador real das ilhas para restabelecer a ordem. Rogers, um antigo corsário, ofereceu anistia para todos os que se rendessem –caso contrário seriam enforcados e seus navios afundados. Após uma breve batalha com os quatro navios de guerra de Rogers, 300 piratas se renderam e os demais fugiram.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

E agora?

Tiradentes, o bode expiatório?


Novos estudos históricos apresentam uma Inconfidência Mineira diferente daquela que narram-nos os livros didáticos.
Embora a historiografia oficial considere a Inconfidência Mineira (1789) como uma grande luta para a libertação do Brasil, o historiador inglês Kenneth Maxwell, autor de "A devassa da devassa" (Rio de Janeiro, Terra e Paz, 2ª ed.1978), que esteve recentemente no Brasil, diz que "a conspiração dos mineiros era, basicamente, um movimento de oligarquias, no interesse da oligarquia, sendo o nome do povo invocado apenas como justificativa", e que objetivava, não a independência do Brasil, mas a de Minas Gerais.


Esses novos estudos apresentam um Tiradentes bem mudado: sem barba, sem liderança e sem glória. Segundo Maxwell, Joaquim José da Silva Xavier não foi senão o "bode expiatório" da conspiração (op.cit., p.222). "Na verdade, o alferes provavelmente nunca esteve plenamente a par dos planos e objetivos mais amplos do movimento." (p.216). O que é natural acreditar. Como um simples alferes (o equivalente a tenente, hoje) lideraria Coronéis, Brigadeiros, Padres e Desembargadores?


A Folha de S Paulo publicou um artigo (21-4-1998) no qual comenta os estudos do historiador carioca Marcos Antônio Corrêa. Corrêa defende que Tiradentes não morreu enforcado em 21 de abril de 1792. Ele começou a suspeitar disso quando viu uma lista de presença da Assembléia Nacional francesa de 1793, onde constava a assinatura de um tal Joaquim José da Silva Xavier, cujo estudo grafotécnico permitiu conclu ir que tratava-se da assinatura de Tiradentes. Segundo Corrêa, um ladrão condenado morreu no lugar de Tiradentes, em troca de ajuda financeira à sua família, oferecida pela maçonaria. Testemunhas da morte de Tiradentes diziam-se surpresas, porque o executado aparentava ter menos de 45 anos. Sustenta Corrêa que Tiradentes teria sido salvo pelo poeta Cruz e Silva (maçom, amigo dos inconfidentes e um dos Juízes da Devassa) e embarcado incógnito para Lisboa em Agosto de 1792. Isso confirma o que havia dito Martim Francisco (irmão de José Bonifácio de Andrada e Silva): que não fora Tiradentes quem morrera enforcado, mas outra pessoa, e que, após o esquartejamento do cadáver, desapareceram com a cabeça, para que não se pudesse identificar o corpo.

"Se dez vidas eu tivesse, dez vidas eu daria pelo Brasil." Como só tinha uma, talvez Tiradentes tenha preferido ficar com ela...
O que vcs acham?

quinta-feira, 6 de maio de 2010


No meio em que vivemos sabemos que os bons relacionamentos influenciam e muito para o desenvolvimento social e profissional.
As atividades de socialização tem transformado grupos de desconhecidos em grandes parceiros da vida,dando assim mais liberdade para suas expressões ,motivando –os ao melhor convívio social!
Mas as atividades de socialização servem para que?
01. integrar a pessoa no meio social
02. desenvolver o conhecimento mútuo e a participação grupal;
03. a busca da convivência com colegas da mesma idade
04. desenvolver ocupação para o tempo ocioso
05. adquirir hábitos de relações interpessoais
06. desinibir e desbloquear
07. desenvolver a comunicação verbal e não verbal
08. descobrir habilidades lúdicas
09. desenvolver adaptação emocional
10. descobrir sistemas de valores;
11. dar a evasão ao excesso de energia e aumentar a capacidade mental.